Justiça recebe denúncia e médico paraibano vira réu por violência doméstica contra a ex-mulher

  • 15/05/2024
(Foto: Reprodução)
Vídeos do apartamento onde a vítima morava com o suspeito mostram o médico Kauê Seabra a agredindo, pelo menos três vezes, mas a denuncia do Ministério Público narra apenas a última agressão, que ocorreu em 2023. Vídeo mostra médico paraibano agredindo mulher dentro de casa, em João Pessoa Reprodução/g1 A Justiça da Paraíba recebeu a denúncia contra o médico paraibano Kauê Queiroz de Seabra por violência doméstica contra a médica Mikaella Lacerda, que na época das agressões era sua esposa. Imagens de câmera de segurança registraram agressões em 2021, 2022 e 2023, no apartamento em que eles moravam, no bairro de Manaíra, em João Pessoa. O ato que tornou Kauê Seabra em réu se tornou público nesta quarta-feira (15). A denúncia apresentada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) leva em conta o último caso. O órgão narra que o réu chegou em casa embriagado e portando várias latas de cerveja, no dia 31 de agosto de 2023. O médico iniciou uma discussão com a vítima e fez ofensas graves a ela. Mikaella Lacerda tentou se retirar para descansar, mas o homem começou a agredir a médica com empurrões, solavancos e apertos em seus braços. Ela conseguiu escapar e se refugiou no quarto junto ao filho, de apenas cinco anos, que presenciou as agressões. Leia mais ‘Era um campo minado’, diz mulher que denunciou médico por agressão O réu também tentou destruir as provas das agressões apagando filmagens das câmeras de segurança. Ao ser impedido, voltou a empurrar e agredir fisicamente a vítima, machucando a médica com lesões provocadas pelo impacto contra a quina de uma porta. O g1 entrou em contato com a defesa do médico, mas não recebeu retorno até a última atualização desta matéria. A defesa de Kauê Seabra disse que a denúncia contra o médico é infundada e que vai provar isso no decorrer do processo. Relembre o caso O processo contra o médico foi aberto após Mikaella Lacerda prestar um boletim de ocorrência, no dia 1º de setembro de 2023. O g1 teve acesso em dezembro a imagens registradas em 2021, 2022 e 2023, que mostram as cenas de agressão, que aconteciam no apartamento em que eles moravam. Médico é flagrado agredindo mulher dentro de apartamento em João Pessoa No total foram três vídeos, que constam nos autos do processo. Em um deles, de 2022, o médico aparece cuspindo no rosto da vítima, após uma discussão, no quarto do casal. No segundo vídeo, gravado no mesmo quarto, em 2021, ele aparece com uma arma e atirando pela janela do apartamento. Já o terceiro foi registrado no dia 31 de agosto de 2023. O casal aparece discutindo na cozinha e, em seguida, o suspeito aparece empurrando a vítima. Os gritos de socorro feitos pela vítima na madrugada do dia 1º de setembro foram ouvidos por vizinhos, tanto do mesmo andar quanto de andares superiores do condomínio. O g1 teve acesso ao termo de depoimento de um destes vizinhos, que relatou o que ouviu na madrugada. No documento, o vizinho relata que, por volta das 1h30, ouviu gritos de socorro. Ele foi até a janela, abriu, e conseguiu identificar que vinham do apartamento onde a vítima morava. Segundo o morador, que reside no edifício desde 2021, as brigas no apartamento de Kauê e da vítima eram recorrentes. Ele também relatou que dias após o caso conversou com a síndica do condomínio e que ela relatou que também ouviu os pedidos de socorro e a discussão, que também foi confirmada por outros moradores. Médico é investigado por agressões contra outro médico O médico paraibano Kauê Queiroz de Seabra também responde a um processo na justiça paraibana por lesão corporal. O caso foi registrado em 19 de junho de 2023 no Hospital Municipal Padre Alfredo Barbosa, em Cabedelo, município da Grande João Pessoa, e Kauê é acusado de agredir um outro médico por causa de ciúmes. De acordo com as investigações, Kauê desferiu um murro e aplicou um mata-leão num médico que trabalha no hospital de Cabedelo. As agressões teriam acontecido dentro da unidade hospitalar. Kauê teria encontrado no celular da então esposa, que também é médica, diálogos dela com um colega de trabalho. As mensagens, segundo reproduções que constam na investigação, seriam todas de ordem profissional, mas ainda assim Kauê resolveu ligar para o médico, insinuando um suposto relacionamento entre ambos. O médico que recebeu a ligação, então, teria chamado Kauê de "louco" e depois pedido respeito, lembrando que ele também era casado e que jamais teria desrespeitado ninguém. Depois disso, Kauê foi até o hospital, procurou o médico, encontrou-o numa sala de repouso para médicos, e o agrediu. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

FONTE: https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2024/05/15/justica-recebe-denuncia-e-medico-paraibano-vira-reu-por-violencia-domestica-contra-a-ex-mulher.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. É serio

Banda Encantus

top2
2. OI, TUDO BEM?

Batista Lima

top3
3. Minha vida

Forró Breganejo

top4
4. Obrigado meu deus

Paulo Nascimento

top5
5. A Garota do Lixão

Paulo Nascimento

Anunciantes